[ Deftones - Diamond Eyes ]



01. Diamond Eyes
02. Royal
03. CMND/CTRL
04. You’ve Seen the Butcher
05. Beauty School
06. Prince
07. Rocket Skates
08. Sextape
09. Risk
10. 976-EVIL
11. This Place Is Death

Artist: Deftones
Title: Diamond Eyes
Store Date: 18 may 2010
Upload Date: 19 mar 2010
Label: Reprise Records
Genre: Metal
Cover: no
Bitrate: 320 kb/s, joint stereo

A espera terminou. Diamond Eyes vazou na rede (19.03.10), dois meses antes de seu lançamento. Trazendo 11 faixas do mais puro e indefinível metal, a banda busca reerguer se após uma perda traumática que quase pôs fim à banda. Foram três duros anos de espera desde o lançamento de seu último disco, Saturday Night Wrist de 2006. E apesar das normais intervenções entre os invervalos de um lançamento de disco e outro, dessa vez entre o Wrist e Eyes eles desapareçeram de forma densa e angustiante, e não foi por opção.

Em 2008, um dos pilares mestres da banda, o baixista Chi Cheng quase morreu após um devastador acidente automobilístico e permaneceu lutando contra a morte por meses sob estado de coma, e hoje voltando ao mundo dos vivos trás da escuridão como inspiração a sabedoria plena e a energia necessária para seguir em frente, mesmo não podendo voltar a tocar com a banda, devido a sérias sequelas cerebrais.

Em seu lugar entra um velho amigo da banda, o baixista Sergio Vega (Quicksand), o qual já havia substituido Chi em 1999 por um curto período. Um aspécto interessante é que o sexto album dos Deftones devería se chamar Eros, mas durante o processo ocorre a perda de um de seus membros e leva a banda simplesmente a enterrar tudo que já havia sido produzido para esse disco, e começar tudo novamente do zero. A justificativa foi que com a perda de Chi Cheng, aquele som não representava mais oque a banda havia se tornado desde então.

Talvez nunca teremos acesso aos arquivos ocultos de Eros. Mas para o consolo dos fãs, Diamond Eyes chega esbanjando qualidades e significados, fruto do processo de cicatrização da perda de Chi. Chino Moreno (vocalista) afirmou que "grandes perdas são desafios a serem superados, e que resultam em um comprometimento maior". Assim os Deftones se esmeraram para trazer uma produção ao mesmo nível do elogiadíssimo antecessor.

Instrumentais trabalhadíssimos, quebradas de nuâncias rítmicas e atmosféricas, mas principalmente menos gritos que em outrora fazem a tônica de Diamond Eyes. As letras que evocam metonímias, eufemismos e metáforas, fazem uma relação muito interessante entre o épico/místico/medieval e o urbano/contemporâneo/cosmopolita. Pinceladas de tons fortes, agressivos e sensuais delineam essa obra de arte. Quem conhece toda a discografia não vai lembrar apenas do anterior, mas principalmente de dos três primeiros trabalhos (Adrenaline, Around the Fur e White Pony). Apesar de ter abandonado a herança gritada do Nu Metal, o som voltou ao peso original.

Enfim, é um album sem pretenções de melhores do ano ou concorrente ao Grammy - apesar de hoje fazer parte da Warner e já estar bombardeado com críticas extremamente positivas. É sim um album de desabafo, de sair do escuro e contar oque existia lá, de celebração da sabedoría plena. Não é à toa que a coruja foi escolhida para a capa, escolha sensata.

Download: Link Removido

3 comentários:

andernee disse...

deftones metal?
difícil rotular né bro?!
abrass!

andernee disse...

acabei de baixar!
to no trampo, mas chegando em casa eu boto meus fones de ouvido e Deus me ajude a sobreviver! haha

andernee disse...

é mermão, valeu muito a pena esperar tanto tempo por este disco!
impossível descrever, confesso que eu tinha medo, rezava pra que não fizessem um disco muito calmo ou muito viajado.
Diamond Eyes não é o melhor disco dos caras, mas é sem dúvida ousado e perfeito, tocado com maestria, amor e paixão.