[ Top 10 Discos de Trip-Hop ]


Não me considero uma autoridade nesse estilo musical, portanto fui em busca de ajuda para dar credibilidade à listinha, baseada em apenas 2 critérios: Ser genuinamente Trip Hop e serem discos bons do início ao fim. Felizmente o acaso me fez trombar com o Sr. Duílio, representante do blog especializado no estilo: O Trip Hop X. Sua ajuda foi cabal para a conclusão desse artigo. Aliás, o blog citado é fundamental para admiradores desse nicho musical.

Descrição de Trip Hop: Estilo musical eletrônico em slowtempo (lenta) marcada por downbeats (batidas desaceleradas, geralmente 95 a 98 bpm) e pela adição de instrumentos convencionais e acústicos, sendo que essa é uma marca importante, que acaba personalizando cada grupo e/ou artista. No Trip Hop, as semelhanças dentro do gênero são poucas. Elementos característicos nesse estilo estão nos ecos Dubísticos, na batida marcada e na rica estrutura melódica. Vocais são opcionais.

Então, sem mais delongas, vamos à listinha dos 10 discos fundamentais de Trip Hop:

10 - Alpha - Come From Heaven
09 - Morcheeba - Big Calm
08 - Ingrid Schroeder - Bee Charmer
07 - Zero 7 - Simple Things
06 - Canidas - Golden
05 - Wax Tailor - Tales of The Forgotten Melodies
04 - Mudville - The Glory of a Man is Not in Vogue
03 - Sneaker Pimps - Becoming X
02 - Massive attack - Mezanine
01 - Portishead - Dummy

Particularmente, eu considero esse o melhor tipo de música para atividades lacivas e/ou de ordem ilícita. Ou simplesmente, como foi descrito no Trip Hop X; "Músicas Horizontais, para relaxar atirado no sofá de casa... Podre de elegante."

3 comentários:

andernee disse...

belo trampo cumpadi.
o D'N'B e o Trip Hop sempre foram meus estilos preferidos no mundo das pick ups!

naponeon. disse...

o big calm da morcheeba, becoming x [sneaker] e portischead estão muito bem colocados. quanto aos demais ainda preciso internalizar. mas senti falta de esthereo aí. talvez não esteja entre os dez, mas mereceria uma lacuna nos extras (;

Maga disse...

cade tricky???
boa lista, mas ele não poderia ter ficado de fora, junto com a Martina, melhor dupla de triphop...

parabéns pelo blog